|  Página Inicial  |  Apresentação  |  Anuncie aqui  |  Contato
» Acontece
» Aniversários
» Catanduva - Minha Cidade
» Direto do Arquivo
» Eventos
» Fotos e Fatos
» Mural de Recados
» Perfil
» Social
 
 
você está em » Catanduva - Minha Cidade
Fonte

Fonte luminosa de Catanduva, na Praça da República, construída por Oscar Valzacchi. Em 14 de abril de 1986, através de decreto passou a se chamar Teresa Cristina Ghirotti Xavier, que faleceu aos 21 anos em 22/11/1973.

Vista Aérea

Vista Aérea de Catanduva - 2006

Símbolo

Um plebiscito idealizado pela Prefeitura e realizado no Garden Catanduva Shopping, em 1994, na administração do Prefeito Municipal Carlos Eduardo de Oliveira Santos, definiu a permanência do símbolo da bruxinha, com traços mais simpáticos, como logotipo da ‘Cidade Feitiço’.

Cidade Feitiço

Cidade Feitiço - Existem muitas histórias referentes à quando apelidaram o município de Cidade Feitiço. Há quem diga que era por causa da água, considerada uma das melhores da região. Outra versão diz que foi em um concurso na véspera de um carnaval. Mas o relato histórico documentado mostra que o apelido foi originado pelo jornalista Nair de Freitas, proprietário do Jornal A Cidade. O jargão foi publicado por Freitas em 1940. O nome carinhoso faz alusão ao que os moradores dizem ser verdade: Quem visita Catanduva fica enfeitiçado e volta ou passa a morar na cidade.

Símbolos

Detalhes do Brasão e Bandeira.

Brasão

O Brasão do Município de Catanduva, criado pela Lei Municipal nº 1133 de 17 de setembro de 1970, e posteriormente alterado pela Lei Municipal nº 2333 de 10 de abril de 1987, traz a representação dos setores econômicos que fizeram Catanduva se desenvolver ao longo dos anos. Nele aparecem os ramos de café, monocultura rural que trouxe grandes benefícios para a cidade em épocas passadas, acompanhadas pela laranja e a cana-de-açúcar. A roda dentada simboliza o desenvolvimento da indústria local; o leão de prata, a força de nosso povo e bem abaixo se encontra a parte ondulada entre as faixas verdes, representando o Rio São Domingos. A coroa mural é própria das municipalidades.

Bandeira

Bandeira do Município de Catanduva

Descrição das cores:

Amarelo - representa as riquezas do subsolo da cidade.

Vermelho: é o símbolo do amor à Pátria, da audácia, da coragem e da valentia do povo catanduvense.

Azul: é a excelente condição climática da região.

Minguta

Há ainda uma terceira versão, não aceita pelos historiadores, de que Catanduva teria sido fundada por Domingos Borges da Costa, conhecido por Minguta, um caboclo que se radicou nas proximidades da povoação nascente, à beira de um riacho, hoje denominado Minguta.

Maximiano

A segunda versão diz que a cidade teria sido fundada por Antonio Maximiano Rodrigues também mineiro, que adquiriu terras da região por volta de 1890, fazendo doação de alguns de seus alqueires para a paróquia de São Domingos.

Figueiredo

Sobre seus fundadores não se sabe com exatidão quem realmente deu início ao povoado. Duas são as versões aceitas entre estudiosos. A primeira afirma que o povoado tinha se iniciado com a chegada da família mineira Figueiredo (Joaquim Alves Figueiredo), se estabelecendo aqui em 1890, no bairro do São Francisco, considerado o primeiro bairro de Catanduva.

Anterior | [1] [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9] [10] [11] [12] [13] [14] [15] [16] [17] [18] [19] [20] [21] [22] [23] [24] [25] [26] [27] [28] [29] [30] [31] [32] [33] [34] [35] [36] [37] [38] [39] [40] [41] [42] [43] [44] [45] [46] [47] [48] [49] [50] [51] [52] [53] [54] [55] [56] [57] [58] [59] [60] | Próxima